O inferno não é um lugar físico no qual só se vai depois da morte, caso não se tenha boas ações durante a vida. O inferno é um estado de espírito, uma condição de existência. Com os pensamentos, as atitudes, com as escolhas e as companhias é possível criar um ambiente infernal, ou um ambiente de compaixão e alegria.

ceu_inferno

      “Não confunda inferno com umbral!” Jordelei Santos explica que o umbral é passagem, é porta para onde nossa consciência nos leva. 

      Podemos estar totalmente na luz e ter os pensamentos no inferno, isso porque, o inferno pessoa, nós mesmos fazemos. O inferno é a nossa condição. No Universo, existem duas vertentes da evolução, a intelectual e a moral. Nós podemos ser extremamente intelectualizado e habitar zonas densas de ignorância ou podemos ser ignorantes, no sentido formal de educação, e habitar zonas nobres de amor e sabedoria.

Três dicas para criar nosso céu

      Tudo no Universo é energia. O que se joga no mundo, uma hora retorna para nós. Para viver em um ambiente agradável, cheio de alegria e amor, é preciso espalhar esses sentimentos. Tratar as pessoas com cordialidade, respeito e educação contribui com que a gente receba o mesmo tratamento. Assim vamos contribuir para que boas energias circulem ao nosso redor, favorecendo a criação de um espaço pacífico, que atrai pessoas na mesma sintonia.

      Porém, tenha cuidado para não cair na armadilha de se deixar afetar facilmente pela atitude dos outros.  Mesmo que a gente sempre haja com amorosidade e trate os outros com respeito, isso não é garantia de que vamos ser tratados sempre assim de volta. Isso porque, não temos controle sobre as atitudes dos outros. E, por isso, não se pode deixar que o mal-humor dos outros, prejudique o nosso. Isso não quer dizer, ignorar essas pessoas, ou se fechar para elas. Significa tentar ajudar elas a melhorar, mas sem se deixar abalar por sentimentos ruins.

     A terceira dica para criar o próprio céu, é olhar o mundo com os olhos de luz. A forma como se encara os fatos e  acontecimentos da vida,  contribui para criar a condição do lugar onde estamos. Se num dia de vento só enxergarmos a poeira sendo levantada do chão e sujando a casa, se só nos incomodarmos com o vento bagunçando o cabelo, se só enxergarmos o assim será nosso dia: bagunçado, sujo e desagradável. Mas se, ao invés disso, ao olharmos o vento, a gente enxergar a beleza das folhas se movendo, se sentirmos o cheiro bom da natureza, da comida da casa vizinha, se aproveitarmos para lavar e secar roupas, nosso dia também vai ser assim: perfumado, colorido e divertido.

Curso Expansivo Banner 468 x 60

Assista à Meditação Mundial no Canal do Pava. 

Inferno ou céu: onde você quer viver?
Tags:                                     

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *