Civilizações mais avançadas no Universo possuem um sistema de trocas que dispensa a utilização de recursos econômicos e é baseada no amor e no compartilhamento. Não sabemos como será economia mundial depois da pandemia de Covid-19, mas um dia a Terra deverá alcançar esse nível de evolução que talvez hoje seja difícil para muitos compreenderem.

Como funciona a economia de trocas?

Não espere encontrar juros, inflação e correção monetária em níveis mais elevados da vida, esse é um sistema que aprisiona os seres. Em um mundo evoluído as coisas são muito diferentes do que são aqui na Terra. Ao contrário de termos posse de algo, tudo pertence a todos. Não existe dinheiro, ninguém faz compras. Se alguém precisa de algo, vai e pega. Afinal, se alguém precisa de alguma coisa e isto existe, por que não estar acessível a essa pessoa? 

Então você pode pensar que todo mundo, por exemplo, pode ter um carro, uma moto, um avião. Mas na verdade ninguém tem a posse desses bens, eles ficam disponíveis e podem ser utilizados por quem precisar, ou quiser.  Afinal se o carro fosse seu, indicaria posse e nestes mundos tudo pertence a todos. Neste nível da vida, querer que algo seja só seu é considerado doentio e egoísta. 

8

Máquinas são responsáveis por fazer a manutenção desses bens comunitários, para que eles possam estar sempre em bom estado de conservação para serem utilizados por todos.

É claro que você não precisa dividir com as pessoas objetos como escovas, toalhas e objetos pessoais. Lá isso tem aos montes, sobram e ninguém se escraviza a eles. Lá as pessoas vivem na maior liberdade. É uma grande família onde todos buscam viver em amor e por isso compartilham tudo. A graça da vida está sempre em compartilhar. 

Você já percebeu que neste nível nem sequer é possível roubar algo. Eles se perguntam… Por que na Terra não podem deixar que quem necessite alguma coisa a pegue, sem pagar? A resposta é que não tem amor, senão o egoísmo. Não podem dar sem receber algo em troca.

Economia coletiva e compartilhada

Imagine que você tem uma plantação de frutas e se dedica e ela. As pessoas passam pegam as frutas se estão com fome e não pagam nada. Depois vem um “malandro” com um caminhão enche ele com as suas frutas. Você tenta protestar e ele diz “Você não tem amor? Você é um egoísta!” e vai embora. 

Em uma sociedade avançada, ninguém “se aproveita” de ninguém. O que este homem vai fazer com um caminhão cheio de frutas? Nada se vende. Não existe dinheiro.

Tudo bem, mas e porque então as pessoas vão trabalhar a troco de nada?… Pode apostar! Se em você existe amor você vai ser feliz de poder servir ao próximo. Assim você também tem o direito de ser servido. Pode ir até o vizinho e pegar de sua colheita o que você precise; do leiteiro pega o leite, do padeiro, o pão e assim sucessivamente. E agora imagine que em lugar de fazer  tudo isso isoladamente e de forma desordenada, esta sociedade se organiza e leva os produtos aos centros de distribuição, onde no lugar de pessoas trabalharem, trabalham as máquinas em serviços pesados.  

6

Mas e as pessoas não fazem nada da vida? Sempre tem muito a fazer. Fazer o que ama e compartilhar. Ajudar quem precisa de nós e nossos conhecimentos, aperfeiçoar o mundo e a nós mesmos. Fazer missões de serviço nos planetas incivilizados como a terra. A vida é para eles, é para ser vivida com felicidade, para desfrutá-la, mas a maior felicidade eles já sabem, se obtém servindo aos demais.

Esse, que qualificamos como “malandro”, tem um baixo nível de evolução, muito egoísmo e pouco amor. Na verdade, ele pensa que é malandro, astuto, inteligente, mas é bem tonto frente às leis universais. Com esse nível não se pode ingressar nos mundos superiores, porque lá se considera um grande privilégio trabalhar mais e poder servir mais.

Até mesmo este malandro, em grande parte é forjado pela nossa própria sociedade. Ninguém é perfeito, mas com boas instruções, informações, conhecimentos e estímulos precisos dentro de um sistema de organização social adequado, todos deixam de ser nocivos para seus semelhantes. Já não há necessidade de ser  “mau”. Tudo o que acontece de negativo aqui, é devido a falta de amor que a pessoa não tenha recebido. O que é impossível de acontecer por lá.

curso cristais canal do pava 728 90 2

A fraternidade compartilhada

Em todo o universo evoluído a única religião universal consiste em viver em amor, quanto mais se ama, mais se pode desfrutar a vida e mais se é feliz. Porque o amor é Deus e todos buscam se elevar. Além disso, não possuem nenhum sistema de crenças. 

Os mundos evoluídos formam uma fraternidade universal, todos são irmãos, amigos. Todos são livres de ir e vir, sempre que isto não prejudique a ninguém. Não existem segredos e  nada é proibido. Não existem guerras, não existe violência. A violência é uma característica dos mundos primitivos e das sociedades que estes constroem. 

7

Não existe competição, ninguém quer ser mais do que o seu irmão. A única coisa que todos querem é desfrutar de forma saudável a vida. Como amam, a maior alegria que eles obtêm é servindo, ajudando aos demais, e sendo úteis são felizes. Todos têm a consciência em paz, amam ao Criador e lhe agradecem por dar a existência e permitir desfrutar dela. 

A vida é muito simples para eles, apesar de terem muitos avanços científico. Se a humanidade da Terra conseguir sobreviver, se conseguir superar seu egoísmo e sua desconfiança, perceberemos eles presentes para nos ajudar, para que nos integramos à fraternidade cósmica.

 Se conseguirem isso, a vida já não vai ser uma dura competição pela sobrevivência e vai começar a felicidade para todos, para que possam fazer da Terra um mundo feliz, pacífico, justo e unido. E vamos perceber que é possível vivemos um um universo abundante e com recursos ilimitados para todos.

Compartilhe!
O futuro da economia mundial 
Classificado como:                                        

Uma ideia sobre “O futuro da economia mundial 

  • abril 13, 2020 em 6:07 pm
    Permalink

    Simplesmente fabuloso

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *